UOL
BRASIL, BAHIA, SALVADOR, TANCREDO NEVES, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Música, Arte e cultura, livros


O que é isto?


Enviar esta foto por e-mail
Anterior
“Capetianos em Todos os Lugares” (1956), George Mathieu. Óleo sobre tela, 295 X 600cm. Museé National d’art Moderne, Centre Pampidou, Paris/França.

Nascido em 1921, em Boulogne-sur-Mer, França, George Mathieu começou a sua carreira artística em 1942, quando ainda estudava Direito e Filosofia. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, Mathieu integrou, em Paris, um movimento artístico que reagiu em oposição ao Cubismo, Surrealismo e à Abstração Geométrica. Dessa reação, nasceu a Abstração Lírica cuja proposta estética buscava uma pintura gestual e intuitiva, algo muito próximo ao Expressionismo Abstrato liderado pelo norte-americano Jackson Pollock(1912-1956) e que começava a surgir naquele mesmo momento nos Estados Unidos.

A caligrafia oriental foi uma grande referência nas obras de Mathieu. O pintor francês conseguiu conciliar a rapidez e a violência das suas pinceladas com a leveza e a delicadeza da caligrafia oriental. Tais características podem ser percebidas em “Capetianos em Todos os Lugares”. As pinceladas gestuais de Mathieu dão a sensação de escritas sobrepostas ao espectador.

Mathieu costumava transformar os momentos de execução de suas obras em verdadeiras performances diante de grandes plateias. Em 1956, Mathieu chegou a pintar uma tela perante um público de mais de duas mil pessoas. Mathieu é considerado um dos precursores da arte performática.

Referência: “A Arte Abstracta” (2009), Dietmar Elger, Editora Taschen


02/04/2012 Publicada por Sid


Comente esta foto
Nome   
E-mail   
Site/Blog   
Comentário  
Caracteres restantes : 1000